Segunda-feira, 2 de Abril de 2007

A verdade das verdades

Iniciei-me nos blogs para expressar por escrito e, por saber que não correria o risco de ser identificada, toda a revolta que sinto contra uma pessoa, que chego a pensar se deverá ser considerada como tal.
Tudo isto começou há precisamente doze anos atrás, estava eu ainda casada, embora as coisas já não andassem bem, na realidade nunca andaram, se pensar que após quatro meses de casamento e grávida de dois meses, além de ser maltratada verbalmente, passei a sê-lo também fisicamente. Fui aguentando tudo isto, na esperança que um dia as coisas mudassem, pois não  mudaram, apenas pioraram...somos seres complexos, quando amamos, achamos sempre que as coisas podem melhorar... é um completo engano. O mais grave da situação começou quando a minha filha mais nova em 2002 contraiu adeno-vírus tendo sido hospitalizada durante oito longos dias, sem saberem de que se tratava. Tenho a imagem que nunca mais vou esquecer gravada na memória, ela sentada na cama com soro no bracinho e um tubo de oxigénio enfiado no nariz, olhava para mim, com aqueles olhos enormes, castanhos de pestanas longas... eu não percebia aquele olhar, mas tive a sensação que me pedia socorro. Como sempre o pai apenas tinha tempo para ir visitá-la às 23h, ela mandava-o embora, não permitia que ele tocasse na cama, na roupa ou mesmo nela. Juro que não entendia aquela comportamento da minha princesa, na altura com três anitos.
Depois percebi tudo, foi como se o mundo inteiro me caísse em cima... fiquei estarrecida quando percebi que o pai tentava aliciar a menina sexualmente, como é normal nestes casos, procurei ajuda profissional, já que estava no hospital, aproveitava para prevenir...falei com pedopsiquiatras, falei com assistentes sociais, até junto do curador do tribunal de menores. Devo muito à pedopsiquiatra, que muito me ajudou, mas dos nossos tribunais, apenas obtive resposta de que apenas podem actuar em caso de maus tratos ou com prova física de consumação do acto, acham normal???
Pois bem, agora percebem o que o coração de uma mãe sente, quando sabe que vão duas meninas lindas passar o fim de semana com o pai e nada pode fazer para impedir isso, não existem meios legais para o fazer.
Quando chega o domingo à noite a minha principal preocupação é examiná-las. Converso muito com elas sobre eventuais perigos, mas sem as alertar demasiado, mas fico sempre de rastos quando não as tenho comigo.
Acho que sou uma pessoa forte psicológicamente, procuro ser, mas também tenho momentos de grande amargura, muita amargura mesmo....talvez quando me sentir mais à vontade volte a escrever o que me vai na alma...
sinto-me: revoltada desiludida
publicado por likethis às 12:02
link do post | comentar | favorito
39 comentários:
De Virginiana a 2 de Abril de 2007 às 15:17
Minha querida amiga!!!!!!!!

Estou sem palavras, sinto-me toda arrepiada, tenho o corpo a tremer e está a começar a doer-me a cabeça! Isto não é para te preocupar amiga, é simplesmente como me sinto neste momento perante o que acabás-te de escrever, tendo para isso muita coragem!
Posso imaginar como te sentes nesses ditos fins de semana...mas amiga infelizmente as leis deste país permitem que estas e outras situações identicas aconteçam...
Que fazer perante um quadro destes? Que medidas tomar? O mais dificil é sentirmo-nos impotentes, deve ser isso precisamente que te está a contecer, o que leva qualquer mãe quase à loucura...
Amiga quero que saibas, e digo do fundo do meu coração, que me tens para o que necessitáres!
Se um dia necessitáres de desabafar com alguem, não hesites eu estou pronta para te ouvir e até ajudar! Não tenho o teu endereço electronico, mas tu tens o meu no meu blog.

Um enorme beijo amiga e podes sempre contar comigo.

T.Santos

De likethis a 2 de Abril de 2007 às 15:36
Amiga T. Santos ninguém faz ideia pelo que passo, se te dá essa reacção ao leres o que escrevi, podes imaginar a vontade que tive de o estrangular, deixei de conseguir olhar para ele e não muito menos dormir ao seu lado, até que arranjei força e coragem para pegar no que era meu e nas miúdas e sair de casa. Foi isso mesmo que fiz, passado 1 mês.
Obrigada pela compreensão
Beijos
De Virginiana a 2 de Abril de 2007 às 16:04

Amiga, posso bem imaginar o que passás-te e continuas a passar! Eu na mesma situação, sei se não faria bem pior, mas bem pior....
Acho que tomás-te a decisão mais acertada em saíres de casa, eu acho que tinha saído logo nesse mesmo dia...desculpa a minha franqueza mas penso que seria isso que teria feito...compreendo que as coisas tornam-se bem mais fáceis para quem está do lado de fora...tu é que passás-te por tudo e sómente tu sabes dar o verdadeiro valor!

Saliento mais uma vez que podes procurar-me sempre que o desejáres amiga..

Beijokas

T.Santos
De sonho a 3 de Abril de 2007 às 02:35
Olá minha amiga!

Via-me desculpar,sou do norte,e com o coração na boca,por isso minha querida amiga,pena tenho eu de não poder chamar ao teu ex marido de um grande filho da p...........!
Peço-te imensa desculpa,sou educado,mas perante do que li,não me contive,foi uma amiga(virginiana)que chamou-me ateñção para este caso,sei que já é muito tarde,mas não ia para cama bem comigo mesmo,se não escreve-se isto,esse marginal,devia era estar preso com um preto daqueles bem abonado e o enfia-se a coisa(que dizem ser grande)pelo c...... acima,pois assim ia ver o que é duro!
Esse marigal(repito)devia nunca ter acesso as filhas,aonde está o sentimento desse marginal?
aonde está o respeito pelo ser humano?
aonde está a dignidade desse marginal?
enfim linda,de uma coisa eu garanto,pens tenho eu que ele não leia isto,pois devia era maltrar a mim verbalmente,e fisicamente,que eu sabia o que lhe dava nos c.........!
Desculpa ser muito ofensivo este meu comentário,pois preferia não o ler,fico revoltado,por nascer crianças que podem cair nas mãos desses marginais,que deus me perdoe,mas se um dia algum filho da p... faça isso ao meu filho,e vou pra cadeia,mas honrro o meu filho!
mais uma vez,peço-te desculpa,mas não consigo escrever mais,fiquei mesmo mal...
beijinhos minha querida amiga,para ti(mulher de coragem)e para as tuas lindas meninas!
DESCULPA
OBS SE VIRES QUE NÃO DEVES TER ESTE COMENTÁRIO,APAGA LINDA,QUE EU NÃO LEVO A MAL!
SONHO
De likethis a 3 de Abril de 2007 às 09:49
Caro Sonho!!
agradeço todo o apoio. Admito que na altura passaram-me imensas coisas horríveis pela cabeça, fiquei primeiro em choque e depois veio a raiva, a revolta e a vontade de acabar com ele, mas o meu bom senso, fez-me ver que se o fizesse quem iria cuidar da minha princesas? Enchi-me de coragem e procurei ajuda, continuo a tê-la e vou tentando prevenir, não há muito mais a fazer. o ser humano é assim mesmo, fui procurar força e resistência, onde achava que não teria. Também ponderei sair de casa imediatamente, tal como a Virginiana referiu que faria, mas não podia denunciar nada, poderia ser pior, tive de tentar agir com calma e cautela. Talvez seja defeito meu, mas tenho por hábito tentar não reagir de cabeça quente, quando o faço dou-me sempre mal. A vida ensinou-me que as coisas ponderadas com alguma calma resultam melhor, foi isso que fiz, agi com aparente calma. Continuo a ter esperança que as coisas modifiquem, tenho esperança que à medida que as meninas vão crescendo vão percebendo que a mãe falhou no pai que escolheu para elas e me perdoem por isso e, tenho esperança que, como ele também não as cativa para nada, queiram um dia deixar de ir passar os 2 fins de semana por mês com ele.
Obrigada por tudo, obrigada por me terem ajudado a partilhar este pesadelo que atormenta os meus dias, que me aperta o peito e não me deixa respirar nem ser feliz.
Beijinhos como carinho
De olha_por_mim a 3 de Abril de 2007 às 12:46
Olá!!!
Vim parar aqui através do blog do sonho...e tenho a dizer-te que fiquei bastante arrepiada e com o coração apertado pelas tuas filhas e por imaginar o que passas aos fins de semana...
Por outro lado fiquei com uma raiva enorme desse homem...que não se pode chamar de pai...pois um pai não faz o que está a fazer às filhas...e fico revoltada com a justiça deste país...que não é nenhuma...
Desculpa eu não te conheço...mas queria que soubesses que se precisares de um ombro amigo podes contar comigo...e se quiseres visitar-me basta ires a http://olha_por_mim.blogs.sapo.pt.
És uma mulher coragem...e sei que vais conseguir ultrapassar esta fase...e ainda vais ser muito feliz com as tuas filhotas...
Beijocas e desejo tudo de bom para ti...
De Pituxinha a 3 de Abril de 2007 às 13:13
Minha kerida!!! Entrei aki para te agradecer o comentário no meu posr e... fikei completamente horrorizada com o k li! Meu Deus!!! Eu não sei como pode ser permitido esse homem ter as filhas nos fins de semana. é um horror tremendo! Os tribunais estão á espera de kê? K aconteça algo de mais grave para agirem então? Isto é mesmo lamentável, uma tremenda injustiça!!! Fikei muito triste com o k li pois não me tinhas nunca falado nesta situação e saber assim foi horrivel. Força minha kerida, tu és uma grande mulher, uma grande mãe! Beijo grande
De likethis a 3 de Abril de 2007 às 15:02
Desculpa amiga, saberes assim
Como deves compreender este assunto não se consegue falar de ânimo leve, ou numa conversa formal, desculpa :( senti que precisava desabafar.
Hoje estou mesmo de rastos, nem consigo trabalhar como deve ser
Beijinhos grandes
De Virginiana a 3 de Abril de 2007 às 14:14
Olá amiga!

Espero não teres levado a mal o facto de ter desabafado com o meu amigo Sonho/Sonhador sobre este episódio horrivel da tua vida, mas fiquei num estado lastimoso e também me fez bem desabafar. No preciso momento em que lhe contei ele só disse uma coisa, não posso deixar de o fazer, vou visitar o blog dessa tua amiga e comentar imediatamente!
Amiga mais uma vez louvo a tua coragem e tens em mim, e como pude verificar, em todos os que te visitam, todo o apoio! Não estás sózinha amiga...

Posso pedir-te uma coisa? Não leves a mal! Gostaria de falar contigo em privado, se entenderes que não deves ou podes, não tem problema, não levo a mal ...tá amiga!

Beijinhos com carinho

T.Santos
De Mulher a 4 de Abril de 2007 às 02:30
Lamento a sua situação e nada justifica a acção desse homem / animal que deu vida as suas filhas .

Mas , tb que mãe é e foi a sra ?

Li e reli td os seus arquivos e se os entendi tb foi uma péssima esposa ou companheira , tendo traído pela net com quem vivia . É esse o pai das meninas ou é o tal amante ? ! Refere-se a qual ?

Ponha a mão na consciencia , ...
De likethis a 4 de Abril de 2007 às 10:10
Lamento informá-la cara Mulher que não traí ninguém e que a minha relação com a pessoa de que falo no blog, tem 2 anos de duração, o meu divorcio foi há 5 anos, estive 3 anos sem ter ninguém, mas também não sei porque me estou a justificar, cada um faz o juízo que entender, de qualquer forma obrigada pela crítica...Coloco sempre a mão na consciência e se não vivo com a pessoa que me dá algum conforto, estou a privar-me da minha felicidade para proteger uma vez mais as minhas filhas, como costuma dizer-se, gato escaldado de água fria tem medo, não quer dizer que todos sejam iguais, mas prefiro assim. Questiono sim que seja tão dura...
De 4_epul a 4 de Abril de 2007 às 11:58
A estúpidez realmente não tem fim...
De patypinheiro a 4 de Abril de 2007 às 09:04
Vim cá parar pela sugestão do nosso amigo sonho... Fiquei preplexa, triste e revoltada com o que encontrei!
Perante o que já foi dito o que posso desejar-te é muita força para além daquela que já possuis, para que consigas gritar ao mundo e fazer com que te entendam e compreendam definitivamente que esse... não homem não é digno de estar com essas duas princesas...elas têm tudo o que precisam: uma mãe coragem, lutadora, que as AMA incondicionalmente!
Beijo grande pa ti e pas filhotas...
Desejo profundamente que este pesadelo finde rapidamente!
As maiores Felicidades do mundo para vocês!
De cintia a 4 de Abril de 2007 às 09:29
Olá, li o teu post e fiquei chocada, como é possivel um pai, ser capaz de uma monstruzidade destas, eu tbm sou mãe de duas meninas e não posso nem pensar em tal situação...
Força, pois vais precisar de muita, porque infelismente a nossa justiça não actua, ou quando actua, já é tarde...
Beijinhos

cintia
De 4_epul a 4 de Abril de 2007 às 10:13
Minha querida sei o que é alguem da nossa confiança (e é sempre gente de "confiança") nos arrancar da nossa inocência. Sei o que sente pois quando olho para a minha filha tento sempre ver se está tudo bem. Peço aos céus que a minha filha nunca passe por isso pois é algo que se camufla mas nunca se esquece ou ultrapassa. Posso dizer-lhe que o amor dos que nos rodeiam nos ajuda muito... não perdoamos nunca, não esquecemos nunca e endurecemos ao ponto de nos tornarmos inflexiveis com a minima dor que sentimos. Ame muito a sua filha(s) mas não lhe toque no assunto a não ser que ela tome iniciativa. Um beijinho muito grande.
De Cinda a 4 de Abril de 2007 às 16:41
Estou de férias e com algum tempo para « andar »pela net .

Como sou leitora habitual de vários blogs , e trouxe a este, um assunto tão íntimo e deveras delicado , desta vez não me consigo conter e vou comentar.

Como sempre o meu amigo " Sonho " com a sua exaltação própria de homem sério e nortenho , deixa-se embalar pelo sentimento , ... mas sendo homem o seu comentário tem grande peso real e verdadeiro .( entrei pelo seu blog ).

Como não somos conhecidas e não nos liga qualquer sentimento ou relação quer real ou virtual , o meu parecer será somente de mãe e mulher :

« ... louvo a sua coragem diária , a sua postura , o seu desespero e mágoa ...» « Louvo tb a sua postura de entrega ao amor , embora não concorde que o não usufrua para precaver a situação das suas filhas ...são duas situações distintas , paralelas que se podem manter desde que não colidam uma com a outra ...»

Esse erro fiz eu ..., tb sou divorciada e com duas filhas , uma delas menor , e em função delas tenho abdicado de mim própria , até mesmo do prazer de amar e ser amada .

Mas , respeito a sua decisão e espero nunca passar por uma situação idêntica , pois conhecendo-me não teria a sua coragem e , faria a justiça mais cedo ou mais tarde , eu própria , já que em Portugal o nosso sistema judicial é tendencioso e anárquico , ou seja " uma boa merda " .

Para concluir o desabafo :

Estou ligada à área da educação , ( professores , psicólogos, pedopsiquiatricas, assistentes sociais , terapeutas várias ,... ) com conhecimentos a esse nível ; e é o possível apoio que lhe posso dar ( real ) quer venha a precisar e não tenha outros meios de o obter ...

E, quanto ao « abusador » nem vou emitir qualquer juízo de valor, pois nem o merece .
A lei não beneficia a «vítima » mas sim o infractor ,assim , tente contornar a lei e faça o que o seu coração e razão mandar .

Seja feliz .







Comentar post

.mais sobre mim

.PARA QUE NUNCA CHEGUE ATRASADO

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Quantas pessoas já passaram aqui desde do dia....21/6/2007

Dell Coupon Codes

.Estão neste momento

online

.tags

. alegria

. amigos

. amizade

. amor amizade entrega

. brincadeira

. energia positiva

. felicidade caminho procura

. gratidão amizade

. nostalgia tristeza amor

. revolta

. saudade tristeza

. saudade tristeza solidão

. vida traição

. todas as tags

.Estâo ouvir...

.participar

. participe neste blog

.posts recentes

. Pedido de desculpas

. VIVÊNCIA

. AMOR

. Amizade

. A DANÇA

. BRINCADEIRA

. A verdade das verdades

. " Amigos "

. PARA OS MEUS QUERIDOS(AS)...

. Afinal feliz ou nem por i...

.leva-me contigo

Link-Me